Início Pará Seduc discute estratégias e propostas para o Ensino Médio paraense

Seduc discute estratégias e propostas para o Ensino Médio paraense

Técnicos, coordenadores e líderes de projetos do ensino médio da rede estadual de ensino participaram, nesta quarta-feira, 31, da reunião de planejamento anual organizada pela Coordenação de Ensino Médio (Coem), da Secretaria de Estado da Educação (Seduc). O evento segue até a próxima sexta-feira, dia 2 de fevereiro, na sede do Sistema Educacional Interativo (SEI), em Belém.

“É uma experiência inovadora de planejamento no âmbito da Seduc, sinalizando ação engendrada no âmbito do Programa de Melhoria da Qualidade e Expansão da Cobertura da Educação Básica do Estado do Pará. No centro dos objetivos da Secretaria Adjunta de Educação, o ponto de atenção primordial é fazer com que, cada vez mais, maior número de alunos da rede estadual conclua o Ensino Médio”, diz a coordenadora do Ensino Médio, Michelly Alves.

Segundo a assistente social e colaboradora do Instituto Unibanco – um dos parceiros do Governo do Pará na execução do Pacto Pela Educação –, Luciana Lima, a ideia é que, durante o evento, os técnicos avaliem e façam uma leitura crítica do Ensino Médio paraense para além de projetos específicos, como o Jovem de Futuro e Mundiar, entre outros, para que o ensino não se restrinja a eles. “O Ensino Médio precisa saber o que é, quais são os seus desafios, pra onde quer ir. É preciso que cada pessoa (educador) entenda o seu papel e saiba que tudo o que é feito acaba tendo um desdobramento na vida do aluno”, destacou.

A proposta do evento de planejamento é proporcionar aos participantes uma visão coletiva, de equipe, do Ensino Médio. E que, ao se encerrar, a Seduc tenha um mapa de ações para este ano. “Depois de fazer o diagnóstico, vamos buscar o tratamento mais eficiente para as nossas dificuldades”, frisou a técnica.

IDEB do Ensino Médio cresce

Num espectro politicamente mais justo, um dado recente precisa ser considerado como efetiva conquista dos esforços que o Governo do Estado vem fazendo, juntamente com dezenas de protagonistas públicos e privados, desde que foi lançado, o Pacto pela Educação.

Comparando dados da série 2013, quando o governo do Estado lançou o Pacto pela Educação, e 2015, o Pará alcançou o segundo maior crescimento do IDEB do Ensino Médio, entre todos os Estados, ficando atrás apenas do Amazonas. Considerando todas as redes de ensino (públicas e privadas, e a localização das escolas – urbanas e rurais somadas), o IDEB paraense saiu de 2,9 pontos em 2013 para 3,1 pontos em 2015.

Em termos percentuais, entre 2013 e 2015 o crescimento desse indicador significou um avanço de 11,1%. Apesar de o valor atingido em 2015 ter sido igual ao de 2009, mesmo assim foi o maior índice que a rede de escolas estaduais de Ensino Médio alcançou desde 2005.

Desafios – A coordenadora explicou que a equipe está fazendo uma análise dos indicadores mais atuais para proporem ações de enfrentamento dos problemas. “Além de facilitar a questão da comunicação entre os técnicos e coordenadores, o encontro tem como objetivo fazer de fato um planejamento estratégico. A questão da proficiência dos alunos e a evasão escolar, por exemplo, ainda são grandes desafios. Precisamos garantir que os alunos, cada vez mais, concluam o Ensino Médio”, destacou.

A mesma opinião tem o técnico da Coem, Carlos Saldanha. Segundo ele, esta é a primeira gestão da Seduc que prioriza o planejamento em conjunto com técnicos, coordenadores e líderes de projetos. “Essa atividade, sem dúvida, possibilita que todos nós conheçamos o que o Ensino Médio vem fazendo, que dialoguemos com os colegas e pensemos juntos em estratégias, como uma equipe única”, disse Carlos Saldanha.

Por Elck Oliveira
Fonte:Agência Pará

COMPARTILHE